Como montar um currículo?

Fazer um currículo para uma vaga de emprego ou um currículo com foto pode parecer complicado, mas está longe de ser impossível. No guia a seguir, você encontra as principais dicas e conselhos sobre como fazer um bom currículo.

O que você precisa saber para escrever o currículo perfeito está nos detalhes. A primeira e mais importante ideia para se ter em mente é que um currículo é um documento que anuncia você para potenciais empregadores. Isso significa que você precisa escolher os fatos mais relevantes e positivos sobre seu histórico de carreira, habilidades e até revelar um pouco sua personalidade para apresentar essas informações da melhor maneira possível, mostrando seus pontos fortes e aptidões para o trabalho que está buscando.

Você precisa pensar no conceito de marketing pessoal para aplicar a seu currículo. Essa é essência do que você precisa dominar, já que você está preparando um seu currículo com a finalidade de atrair e convencer um potencial empregador a convocar você uma entrevista, fazendo com que ele tenha interesse em conhecer a pessoa por trás do papel e saber como você pode assumir o cargo que está sendo oferecido, com um bom aproveitamento para a empresa e para você.

Estrutura do currículo

Embora a principal função de um currículo esteja focada no conteúdo, o sucesso de um currículo também depende de uma estética visual agradável. Todas as suas escolhas com relação ao layout são relevantes – estilo da fonte, tons, texturas, tamanho do papel, etc.

visual do currículo é a primeira coisa que causa impacto em quem o recebe, pois a imagem já é processada no cérebro antes que a pessoa tenha tempo de ler o texto ou reconhecer algum nome de empresa ou escola que chame a atenção no conteúdo. Então, o formato do currículo é muito importante porque o leitor subconscientemente processa a imagem primeiro.

Seja qual for a finalidade ou tipo de currículo que você deseja elaborar, ele precisa ser bem estruturadode fácil leitura e padronizado. Isso vale tanto para quem está entrando no mercado de trabalho agora quanto para um profissional bem qualificado. No momento de apresentar a sua candidatura aos representantes de RH de uma empresa, é fundamental que a primeira impressão que o seu currículo cause é de que você tem competência e organização.

Confira abaixo o nosso guia de como o seu currículo deve ser apresentado:

Margens: De acordo com Associação Brasileira de Normas Técnicas(ABNT). As margens devem conter 3cm no lado superior e esquerdo, e 2cm para o lado direito e inferior da página.

Alinhamento: O alinhamento do currículo é um processo bastante simples, mas quase sempre deixados de lado – porque normalmente já fica do jeito que a maioria do mundo ocidental está acostumada a ler. Cabeçalhos, níveis de experiência, informações educacionais e habilidades adicionais ou qualquer outra seção são alinhadas à esquerda do documento.

Fontes: Determinar o estilo de fonte mais apropriado para um currículo pode parecer uma tarefa desafiadora para o candidato que não costuma lidar com design. No entanto, mesmo que existam milhares de estilos diferentes de fontes, apenas algumas são apropriadas para documentos profissionais, como cartas de apresentação, currículos e cartas de agradecimento. Antes de escolher uma determinada fonte, os candidatos devem primeiro definir qual a sua preferência, entre o universo das fontes Serif e Sans Serif.

As fontes Serif, ou serifadas, possuem pequenas linhas adornando as extremidades das letras. Sans Serif quer dizer sem serifa, ou seja, quando as letras não incluem as pequenas linhas ou ganchos nas extremidades.

Escolher entre um ou outro é uma questão de preferência pessoal e nenhuma fonte pode ser taxada como melhor do que outra. Inclusive, é muito importante considerar a preferência pessoal. Porém, como é impossível adivinhar a preferência pessoal de um recrutador, escolher aquela que mais te agrada é perfeitamente aceitável.

As fontes Times New Roman são e continuam sendo as mais utilizadas em currículos. No entanto há outras fontes muito comuns e adequadas:

Fontes Serif:

  • Old Bookman
  • Geórgia
  • Times New Roman

Fontes Sans-Serif:

  • Arial
  • Avenir
  • Balcony
  • Calibri

Helvética

Tamanho da fonte: Assim como não há um modelo de fonte padrão, o tamanho das fontes também podem variar. Há ‘escolhas seguras’ como a fonte 11 pt que deve parecer esteticamente agradável em muitos estilos diferentes.

O tamanho da fonte do seu currículo deve estar vinculado diretamente ao estilo da fonte. Para obter um equilíbrio perfeito, primeiro selecione um estilo de fonte desejado e ajuste o tamanho de acordo com a fonte para conseguir um produto final visualmente agradável.

A elaboração de um Currículo não é uma tarefa precisa, com regras para aplicar em cada milímetro. No entanto, quanto mais atenção for dada à precisão, melhor será o produto final.

Linhas e Símbolos: Além das margens e seleção de fontes, o formato geral de um currículo também pode ser muito influenciado pelo uso sutil e estratégico de linhas e marcadores tipo bullet point, que são únicos dos símbolos não alfanuméricos permitidos em um currículo profissional.

DICA: Elementos como clipart; wordart, rostos sorridentes ou emojis são simplesmente inaceitáveis.

Linhas: As linhas quebram uma página e impedem que os olhos continuem lendo por um momento, permitindo que o cérebro processe a informação recém-lida por uma fração de segundo a mais, caso ainda não tenha existido uma quebra de linha.

Tais quebras de linha podem ser inseridas em um currículo após uma seção – como ‘objetivo de carreira’, por exemplo – para enfatizar a afirmação acima. As quebras de linha também podem ser usadas para separar títulos especiais ou seções exclusivas, se estiver escrevendo um currículo de estilo funcional ou combinado.

Símbolos: Os símbolos só podem ser usados ​​na forma de marcadores ou espaçadores. O símbolo mais comum é o ponto de marcador tradicional, o bullet point, que consiste em um pequeno ponto preto. Essa é a forma preferida de usar marcadores, e a escolha mais segura.

Mantenha apenas um estilo ao longo de todo o currículo. Nunca misture símbolos diferentes, como círculos e quadrados, para dar destaque a uma ou outra parte do conteúdo.

Cor: Os currículos são tradicionalmente escritos em preto, pois é a abordagem mais aceita, mais segura e conservadora. No entanto, os currículos podem ter adições sutis de cores para ajudar a se destacarem em uma pilha de documentos em preto e branco quase idênticos.

Se um candidato optar por usar a cor, ele deve manter esse padrão até o final do documento. Assim como no caso dos símbolos, o candidato pode também designar uma cor para salientar cabeçalhos e palavras chave. Mas é importante estabelecer um padrão para que a cor tenha uma função definida e não seja alterada ao longo do currículo.

Informações Pessoais

É muito importante que, logo no início de um currículo, o contratador saiba exatamente a quem pertence aquele documento. Então você precisa indicar suas informações pessoais como nome, endereço, nacionalidade, informações de contato, etc.

Objetivo

O objetivo é uma breve declaração que esclarece sua motivação em se candidatar ao tipo de emprego desejado, bem como suas qualidades que indicam que você se encaixa bem naquele cargo. Na maioria dos casos, um objetivo de currículo é resumido em até duas linhas. Alguns especialistas em elaboração de currículos costumam definir a seção do objetivo como uma ‘declaração de foco’.

O objetivo do seu currículo deve ser incluído abaixo da seção das suas informações pessoais. Essa declaração de objetivo não precisa ser incluída em todos os currículos. Porém, ela pode ser particularmente útil se você for um recém-formado buscando oportunidade profissional ou estiver mudando de carreira. Você não deve deixar de declarar o seu objetivo quando as suas experiências de trabalho e habilidades que constam no currículo não são as tradicionalmente esperadas para o tipo de cargo que você está procurando.

Se você não deseja declarar seu objetivo no currículo, basta usar um título abaixo do seu nome para indicar o tipo de trabalho para o qual você deseja se candidatar. Essa abordagem funciona melhor se toda a sua experiência de trabalho se alinha claramente com o campo de carreira específico para o qual você está se candidatando.

Experiência profissional

Dentro da seção de experiência profissional de um currículo, os candidatos devem detalhar quaisquer trabalhos anteriores que sejam relevantes, remunerados ou não remunerados, que tenham sido em tempo integral ou parcial, temporários ou permanentes e inclusive estágios ou trabalhos voluntários – sempre indicando datas, funções, empresas e locais para cada um.

Além disso, um candidato deve incluir em seu currículo quaisquer cargos de liderança que tenha assumido e descrever as responsabilidades, conquistas e melhorias realizadas por meio de sua participação.

Somente forneça experiências de trabalho relevantes, ou seja, que tenham a ver com a vaga ou possam ser úteis para o novo emprego. Esta área deve ser adaptada para se adequar ao cargo ou setor para o qual você está se candidatando, através de determinadas palavras-chave e do uso de verbos de ação para identificar áreas de especialização e habilidades gerais.

Formação acadêmica

Da mesma forma que na seção de experiência profissional, você deve sempre escrever suas conquistas acadêmicas e diplomas em ordem cronológica inversa, começando com os mais recentes e retrocedendo, ou seja, nomeando um mestrado antes do bacharelado.

A seção de formação acadêmica desempenha um papel ainda mais importante quando o candidato tem pouca ou nenhuma experiência profissional, porque ele pode contar com as suas conquistas acadêmicas.

Cada grau, curso ou diploma deve ser separado e detalhado individualmente com os nomes correspondentes, datas, entidades, notas, credenciais e premiações, se aplicável, começando pelo que for mais recente e seguindo a ordem cronológica.

Essa também é a melhor área para exibir seus prêmios acadêmicos, publicações e menções especiais por conta de pesquisas ou da participação projetos, associações ou cursos extra-curriculares.

Não esqueça que você deve sempre adaptar seu currículo para cada público, empregando algumas das palavras-chave que constam na descrição da vaga e que você pode incluir na descrição sobre sua graduação, seus cursos de treinamento ou projetos individuais.

Outras informações

Para aprender como fazer um bom currículo é importante fazer a pesquisa certa e incluir as seções apropriadas. Isso não tem uma regra específica porque as seções adicionais de um currículo variam de acordo com as necessidades e o histórico de carreiras de cada candidato.

Assim como é recomendável nas três seções principais de um currículo, é importante adaptar as seções conforme o seu perfil pessoal, adicionando outros subtítulos onde você pode incluir as informações mais relevantes.

A seguir apresentamos algumas possíveis seções adicionais que você pode utilizar para destacar seus pontos fortes e chamar a atenção como um currículo exclusivo e criativo: